FERREIRA, Angela Lúcia; SIMONINI, Yuri ; OLIVEIRA, Giovana P. . A utopia de Manoel Dantas: a ideia de modernidade na construção de Natal/RN - Brasil, na primeira metade do século XX. in: BENACH, Nuria; ZAAR, Miriam Hermi; VASCONCELOS P. JUNIOR, Magno (eds.). Actas del XIV Coloquio Internacional de Geocrítica: Las utopías y la construcción de la sociedad del futuro. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2016

Resumo:

Em 21 de março de 1909, Manoel Dantas - membro das elites potiguares fez uma conferência sobre o futuro de Natal. A narrativa de seu discurso apresentava uma fantástica transformação física da cidade que, ao possuir grandiosa infraestrutura incorporadora de existentes ou imaginadas inovações tecnológicas, a tornaria uma das maiores metrópoles mundiais. Natal, que naquele momento, possuía ainda "indesejáveis" traços coloniais, testemunhava a diversas reformas e melhoramentos, incitando o conferencista a vislumbrar sobre uma cidade futuro-utópica. É objetivo do trabalho discutir o conteúdo e sua origem, a forma espacial e as repercussões da visão de Dantas para a Natal de 1959 no contexto histórico da cidade real do início do século XX. O texto exposto e as notícias dos jornais da época, revelam o importante papel de arauto da modernidade que o palestrante assumia, clamando as elites norte riograndenses a apoiar, ainda que dispendioso, o processo em curso, com possibilidade de arquitetar, cinquenta anos depois, a desejada cidade moderna. 

Palavras-Chaves: discurso, narrativa futurista, imaginário urbano, elites, inovações tecnológicas, Natal-Brasil. 

Trabalho completo em:

http://www.ub.edu/geocrit/xiv-coloquio/FerreiraOliveiraSimonini.pdf




Últimas notícias
Ana Beatriz Targino apresentou trabalho no eCICT 2018
Yuri Simonini recebe prêmio da UNI-RN
Désio Silva aprovado mestre em Geografia